quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Amo o Teatro quando...

...não há razões. Quando não há explicações. Quando nem se sabe exactamente o porquê. Quando não é lógico, nem acertado. Quando não é racional, nem pensado.
Quando é e pronto. Sem vastas explicações ou razões complicadas. Quando é intuído. Quando sem saber, sabe-se. Quando se quer. Quando se quer ainda mais um pouco. Quando o muito nunca chega. Quando do pouco se aproveita muito.
Quando sei o que sempre quis.
Quis-te ontem. Quero-te hoje. Amanhã continuarei a querer-te exactamente da mesma forma. Quero-te na ansiedade dos dias. Quero-te na urgência de te ter. Ou quero-me aí. A rir, a chorar, a deixar sair tudo.


E assim continua o teatro para mim. A acertar-me em cheio no coração!

8 comentários:

  1. Que é como quem diz, estás verdadeiramente apaixonada!! :) ;)
    Beijocas

    ResponderEliminar
  2. Como gosto do teatro também!!
    Revi-me nas tuas palavras.
    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Então um dia, quem sabe, não nos cruzamos por aí?!

      Eliminar
  3. E quando se ama algo ou alguém tudo aparece de forma fluída, descontraída e com uma leveza e uma entrega verdadeiramente apaixonante :)

    ResponderEliminar
  4. Sinto-me assim em relação à música :)

    ResponderEliminar