segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Somos o que escolhemos

Este texto foi-me enviado por alguém muito especial para mim e é bom para reflectir antes do merecido descanso das férias:


"Escolhas de uma vida...


Nós somos a soma das nossas decisões...

Desde pequenos aprendemos que, ao fazer uma opção, estamos descartando outra, e de opção em opção vamos tecendo essa teia que se convencionou chamar “minha vida”...

Não é tarefa fácil...

No momento em que se escolhe ser médico, abrimos mão de ser piloto de avião.

Ao optar pela vida de atriz, será quase impossível conciliar com a arquitetura...

No amor, a mesma coisa: namora-se um, outro, e mais outro, num excitante vaivém de romances.

Até que chega um momento em que é preciso escolher entre passar o resto da vida sem compromisso formal com alguém, apenas vivenciando amores e deixando-os ir embora quando se findam, ou manter um relacionamento com direito a casa própria, orçamento domésticos e responsabilidades...

As duas opões têm seus prós e contras: Viver sem laços ... e viver com laços...

Escolha: beber até cair ou virar vegetariano e budista?

Todas as alternativas são válidas, mas há um preço a pagar por elas.

Quem dera pudéssemos ser uma pessoa diferente a cada 6 meses:

ser casados de segunda à sexta e solteiros nos finais de semana,

Ter filhos quando se esta bem disposto e não tê-los quando se esta cansado.

Por isso é tão importante o auto conhecimento...

Por isso é necessário ler muito, ouvir os outros, estagiar em várias tribos, prestar atenção ao que acontece em volta e não cultivar preconceitos.

Nossas escolhas não podem ser apenas intuitivas, elas tem que refletir o que a gente é.

Lógico que se deve reavaliar decisões e trocar de caminho: Ninguém é o mesmo para sempre.

Mas que essas mudanças de rota venham para acrescentar, e não para anular a vivência do caminho anteriormente percorrido.

A estrada é longa e o tempo é curto.

Não deixe de fazer nada que queira, mas tenha responsabilidade e maturidade para arcar
com as consequências destas ações"



Boas férias, boas decisões e coragem para todas elas!

14 comentários:

  1. O auto-conhecimento é o que de melhor devemos ter, Vânia.

    Beijos

    ResponderEliminar
  2. Auto-conhecimento é importante, mas quando as nossas decisões implicam os outros, o nosso querer e a nossa certeza não são suficientes.
    beijinho

    ResponderEliminar
  3. Gostei muito deste texto...

    Sónia

    www.bolas-desabao.blogpot.pt

    ResponderEliminar
  4. As escolhas mudam-nos mesmo e condicionam a nossa experiência no mundo, sem dúvida... foi interessante ler o teu post e parar para pensar e repensar nas escolhas feitas e nas que a partir de hoje terei de tomar...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E pensar e repensar faz tão bem à mente!
      Beijinhos

      Eliminar
  5. Tenho consciência disto e concordo a 100%, somos mesmo a soma das nossas decisões! Para o bem e para o mal!;)
    Também estou de partida para férias,,, 4f ai vou eu pelos ares rumo a Portugal!!;) e vamos finalmente conhecermo-nos ao vivo e a cores para lá do cor de rosa!!;) ehehe Beijocas e boas férias!:)

    ResponderEliminar