quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

E bibó luxo!!!

No outro dia, enquanto jantava, vi uma reportagem sobre reclusas em Portugal e claro está, sobre a prisão de Tires.
E quase deixei a comida gelar na minha boca, tal foi o tempo que fiquei de boca aberta. As reclusas falavam na cela e descreviam o seu dia a dia na prisão, entre desabafos de saudades e o "se-soubesse-o-que-sei-hoje-ou-se-voltasse-atrás-não-faria-isto", diziam que iam à escola, aprendiam croché e a bordar e trinta por uma linha. Como se aquilo fosse a Universidade Sénior...
e a CELA? A cela estava mais acolhedora e melhor decorada do que o meu quarto...cortinados a condizer com tapete, prateleira com livros, almofadas a fazer pandan com a colcha, etc etc

Ou seja, nada contra a reabilitação VS castigo/condenação. Mas fazer de uma prisão uma colónia de férias, chocou-me. Traficaram, mataram pessoas, assaltaram. Cada uma com o seu crime.
Chocou-me pensar que há Sem abrigos por aí a não cometerem crimes, mas se calhar até deviam para ter comida e roupa lavada.
Chocou-me porque passa-se a mão pelo pêlo e dá-se uma palmadinha nas costas. Faz pensar que o crime compensa...

Fica aqui uma imagem, da diferença de celas aqui e no estrangeiro.
Não sou pelo exagero e pela violência dura nas penas ou sentenças, mas haja bom senso.
É uma prisão gente. Não o Inatel.

18 comentários:

  1. Realmente parece uma colónia de férias( e grátis ainda por cima) muito bem é assim que vão ser punidos por o que fizeram(ironia falando).
    Enfim isto sim é brincar com os pobres a sério.
    Beijinhos*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma verdadeira anedota, enfim...a mim chocou-me mesmo o facto de haver preocupação com o conforto de cada uma e tão pouca preocupação com quem precisa e está "livre" e de mãos limpas.

      Eliminar
    2. É isso :) acabaste de dizer tudo, infelizmente é sempre assim tudo para uns e para outros tão pouco(ou nada). Isto não me deixa feliz a pensar no futuro, entristece-me para dizer a verdade :/

      Eliminar
  2. Palavra de quem conhece alguém que esteve na prisão de Tires: muito do "luxo" que têm nas celas, é proporcionado única e exclusivamente pelas reclusas que, apesar de tudo, precisam de sentir-se bem naqueles espaços, e não pelo estabelecimento em si. E acho bem que aprendam algumas actividades como as que referes.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acredito que sim e confesso que calculei que tudo o que ali têm até tivesse vindo das atividades que proporcionam. Nada contra a reabilitação e qualquer aprendizagem, só acho que fazem bem e fazem pensar e refletir em muita coisa.
      Contudo, pareceu-me algo exagerado e uma imagem cor de rosa, de uma realidade negra e de motivos ainda mais sórdidos, que as fizeram ir ali parar.
      Acho que se passa agora uma imagem fabulosa de um estabelecimento prisional...
      Bem sei que a consciência é o maior castigo e não saírem dali é pior ainda, mas deveriam ter algumas "ausências", de modo a valorizarem o que deixaram do outro lado.
      Sentirem-se integradas sim, mas haja algum bom senso na utilização das condições dadas...os nossos impostos pagam isso também.
      E caramba, há tanta gente "presa" na sua vida e sem possibilidade sequer de comprar um fio de lã.
      Haja bom senso e equilíbrio nesta sociedade. Só isso :)

      Eliminar
    2. Eu confesso, não vi a reportagem e como tal nao faço ideia de como apresentam actualmente o EPT. O único que posso falar é, por exemplo, desse exemplo que dás da decoração das celas... É tudo feito por elas, lá está, para se sentirem "mais em casa". Porque acredita: nem todas aquelas mulheres presas fizeram mal a alguém; algumas o único mal que fizeram foi a si proprias.

      Eliminar
  3. Na minha opinião, sem querer falar muito mais do que já aqui se escreveu, o mais grave, é a reportagem e o conhecimento publico sobre tais condições, dá quase a entender que estão abertas as "inscrições" para o Paraíso, onde se vive sem fome e frio, sem contas e / ou responsabilidades.. no fundo.. apenas se perde uma liberdade que em muitos casos já não se valorizava. Torna-se complicado dar uma opinião sem muitas das vezes sentir na pele as situações, mas que não me parece certo, não parece, por isso, Vânia o melhor é mesmo por num qualquer outro canal tipo FOX ou AXN onde só dê ficção.. pq a ver pelas nossas noticias.. parecemos mesmo um País de ficção!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acredita que me deu mesmo vontade de mudar de canal.. :/
      beijinhos***

      Eliminar
  4. Respostas
    1. E já agora um massagista! Pacote completo...enfim.
      beijinhos

      Eliminar
  5. Eu sei que o que vou dizer é um disparate, mas perdoa-me só o desabafo sim? Eu já nem liberdade tenho...vivo cá fora sim, mas estou presa às contas que o estado me obriga a pagar...eu tento reduzir em tudo o que posso, mas logo a seguir aparece um novo imposto. Concluindo, não se admirem se um dia destes for parar à prisão: Cama, comida e roupa lavada, nem uma conta para pagar...não fosse as duas filhas que tenho para criar e garanto-te que já tinha perdido a cabeça!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Minha querida Suri, podes ter os desabafos que me quiseres, a Sala também é tua e sei que me conheces para saberes que não julgo ninguém.
      Acredito que muitas daquelas mulheres não tenham feito um terço do que este país nos faz todos os dias e muitas delas, quem sabe, cometeram loucuras pelos filhos e isso sim, emociona-me.
      Mas não acho sensato passar uma imagem paradisíaca de um sítio que pretende reabilitar e não iludir ou passar a mão pela cabeça.
      Se calhar têm mais condições lá dentro que eu ou tu. E isso, não acho certo.
      beijinhos***

      Eliminar
  6. Vinha dizer "e os contribuintes a pagar isto tudo...". Mas depois diz o comentário da Lia e digo "espero que de facto não sejam os contribuintes a pagar isto tudo"

    ResponderEliminar
  7. É impressionante como o povo só sabe julgar os outros , sempre me ensinaram que quem deve julgar é Deus. Quem são vocês para julgar a maneira como certos prisioneiros vivem quando não têm ninguém lá dentro. Vocês com este tipo de descriminação são piore do que muitos dos que estão lá dentro , Sangue Frio!
    Ontem li que quem inventou as grades não sabe a dor da saudade quem julga até a maneira como estes vivem não sabem a dor da família que não tem culpa e sofre muito nem sabe a dor do que é perder a liberdade. E é por isso que as prisões deixam os prisioneiros decorar os seus quartos e falar com familiares. Estar lá já é dor suficiente. E para muitos que lá voltam é porque simplesmente sentem que já perderam tudo aqui fora.
    Tenho 20 anos e namoro com um rapaz há 10 meses e ele cometeu um roubo e agora está lá dentro, acredito que ele deve pagar pelo que fez mas ver estes comentários dá uma dor imensa pois eu sinto que morri, perdi uma parte de mim, perdi também a minha liberdade pois nem consigo sair da cama. Vou dar-vos um exemplo de quase a mesma dor só para finalizar:
    Um dia um dos vossos filhos ou irmão ou até marido tinha bebido demais pegou no carro e atropelou uma pessoa, originando a sua morte. Ele fica em coma.. ele está ali mas não podem traze-lo para casa não podem continuar a vossa vida porque não têm a pessoa que amam ao vosso lado,acreditem que irão sentir que estão em coma também. Entretanto num blog escreviam bem na próxima que não ande por ai a conduzir bêbado , bem feito matou uma pessoa mas só vocês sabem como esse ente querido é boa pessoa até e que toda as pessoas no mundo já cometeram crimes, pecados whatever, que eu saiba Jesus foi o único presente na Terra que não pecou. Até Adão e Eva. Quem nunca errou que atire a sua primeira pedra nunca julguesno outro porque não sabes o dia de amanhã. E tempos mais difíceis virão e muitos ainda terão filhos netos e Deus queira que nenhum de vocês passe o que familiares de presidiarios passam nem os que estão lá dentro. Deus vos abençoe e tire a rancor dos vossos corações.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem vinda à Sala e obrigada pela sua opinião :)

      Eliminar