quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Pequena Dor

Porque adoro Rui Veloso, porque o ouço todos os dias como se ele me ouvisse também.
E porque esta letra não me sai da cabeça. E porque todos já a sentimos.

A tua pequena dor
Quase nem se quer te dói
É só um ligeiro ardor
Que não mata
Mas que mói.

É uma dor pequenina
Quase como se não fosse
É como uma tangerina
Tem um sumo agridoce.

De onde vem essa dor
Se a causa não se vê
Se não é por desamor
Então é uma dor de quê.

Não exponhas essa dor
É preciosa é só tua
Não a mostres tem pudor
É um lado oculto da lua.

Não é vício nem costume
Deve ser inquietação
Não há nada que a arrume
Dentro do teu coração.

Talvez seja a dor de ser
Só a sente quem a tem
Ou será a dor de ver
A dor de ir mais além.

Certo é ser a dor de quem
Não se dá por satisfeito
Não a mates, guarda bem
Guardada no fundo do peito.


10 comentários:

  1. Respostas
    1. Então já somos duas com bom gosto :)
      beijinho**

      Eliminar
  2. Gosto do Rui. Conheço toda a sua obra. Espero que regresse porque faz falta ao panorama musical tuga.

    Beijinho, Vânia.

    ResponderEliminar
  3. Ai, o nosso Rui, um génio no que à música diz respeito. :)
    Adoro. :)
    beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E espero que volte depressa ao panorama musical!
      beijinhos***

      Eliminar